Dicas e instruções

O que é um Plugin e o seu uso | O Básico

Um plug-in é um software que opera dentro de um programa de DAW para alterar sons, atuar como um instrumento virtual ou executar outras funções em uma base total ou por trilha. Os plugins comuns incluem equalizadores, compressores, reverbs, efeitos, sintetizadores e até mesmo emulações de equipamentos vintage clássicos.

Quase todos os DAWs vêm com um conjunto gratuito de plugins para efeitos básicos e instrumentos, mas muitos outros estão disponíveis para venda online. Um botão especial encontrado em cada faixa irá abrir um menu de plugins para escolher (ou uma lista de plugins ativados nessa faixa), e várias instâncias de um plugin podem ser usadas em várias faixas. Cada plug-in pode exibir uma pequena janela pop-up com uma interface gráfica do usuário, que mostrará seus controles e permitirá o carregamento de predefinições e o salvamento de patches.

[wpsm_titlebox title=”O que é um DAW” style=”3″]
DAW significa Digital Audio Workstation – um tipo de programa de software (ou, menos comumente, uma unidade de hardware) para gravação, mixagem, edição e processamento de áudio digital. DAWs comuns incluem o Ableton Live, o Pro Tools, o Logic, o GarageBand, o Audacity e o Reaper.
[/wpsm_titlebox]

Tipos de efeitos de plugins

Praticamente todos os efeitos imagináveis ​​podem ser obtidos com plugins. Algumas categorias comuns incluem:

  • Os plugins do equalizador podem ser dos tipos gráfico, paramétrico, espectral ou de modelagem de hardware.
  • Os plug-ins de compressor podem ter parâmetros e exibições muito avançados para controle máximo ou um layout mais simples de alguns botões básicos, como os encontrados em unidades de hardware.
  • Os plug-ins de reverberação podem ser qualquer coisa, desde os algoritmos mais simples com controles limitados até mecanismos de convolução totalmente ajustáveis ​​que emulam espaços reais.
  • Plugins de atraso podem fazer muito mais que pedais. Alguns incluem configurações extensivas de quantização para padrões de atraso rítmico.
  • As faixas de canais combinam pré-amplificadores, compressores e equalizadores virtuais, geralmente baseados naqueles encontrados em consoles de gravação famosos.
  • Outros efeitos como chorus, phasers, flangers e harmonizers estão disponíveis em forma de plugins.

Instrumentos Virtuais

Instrumentos virtuais dão aos usuários da DAW acesso a uma infinita paleta de sons, programados ou reproduzidos em tempo real com controladores MIDI e facilmente editados, organizados e em loop.

  • Os plug-ins de sintetizador são muito populares, variando de emulações clássicas de teclado a poderosos e infinitamente personalizáveis ​​mecanismos de sintetizador.
  • Os instrumentos amostrados , como pianos, órgãos, vibrafones e orquestras, são feitos com a gravação de várias amostras suaves e barulhentas de cada nota em um instrumento físico.
  • Os plugins do kit de bateria permitem que os não bateristas programem suas próprias batidas, troquem kits e, às vezes, ajustem o som da sala.

Outros tipos

  • Os simuladores de amplificação podem ser reproduzidos em tempo real com uma guitarra DI ou aplicados a uma faixa pré-gravada para imitar o som de amplificadores, gabinetes e pedais reais.
  • Os plugins de medição não afetam o som, mas exibem informações úteis como níveis de trilha, faixa dinâmica, espectrogramas e gráficos de fase.
  • Os plugins utilitários executam uma variedade de outras funções, como o Behringer DeepMind 12 App , que é um editor virtual e gerenciador predefinido para o DeepMind 12 da Behringer.

[wpsm_offerbox button_link=”https://www.centermusic.net/produto/amplitube-4-v4-0-2-win-mac-64bits/” button_text=”Comprar” price=”39.90″ price_old=”65.00″ title=”Adquira agora o seu!” description=”Disponibilidade imediata para download via link após o pagamento. Não deixe de conhecer em detalhes o plugin.” thumb=”https://www.centermusic.net/wp-content/uploads/2018/05/amplitube4-05.jpg” ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *